Amargo e Doce Desejo
"O desejo é uma força poderosa que pode ser usada para fazer as coisas acontecerem!"
08 de Maio de 2013

publicado por Palomina às 23:01 link do post
08 de Maio de 2013

Gosto de música, já todos por aqui sabem disso.

Por isso, desloco-me a um concerto que não sei precisar bem ao certo onde (não, não estou amnésica nem fui de olhos fechados, mas com a leitura do texto vão entender o porquê de eu não conseguir precisar o lugar). Onde encontro centenas de pessoas á frente do palco onde se iria dar o espetáculo.

Era noite, estavamos num local que me parecia ser uma espécie de pinhal, todos "amontoados" a vibrar com a atuação, até que..................

Sinto um individuo do sexo masculino a encostar-se a mim, olhei para trás e reconheci-o, não lhe disse nada porque seria impossível fazer-me ouvir tal era o barulho que ali se fazia sentir, pisquei-lhe o olho em forma de cumprimento, ele retribuiu piscando-me também o dele.

Mas continuou a encostar-se, roçando-se, aproveitando o ritmo da música para disfarçar, eu fui deixando...atrevendo-me também a fazer o mesmo.

Numa pausa de uma música para a outra, ele quase colado a mim, disfarçadamente, levei a minha mão para trás, não virando o meu corpo para poder sentir o seu membro, estava duro, consegui senti-lo através das calças de ganga que usava.

De novo uma outra música começa e nós continuamos aquilo que ambos sabiamos que nos estava a dar um gozo e um prazer enorme, na presença daquela gente toda, e muita dela nossa conhecida.

Nisto, roço o rabo nele com mais força e retiro-me daquele local, tentando passar entre as pessoas que ali vibravam ao som da música. Sinto-me seguida, é ele, quando olhei para trás e o vi, tive a certeza do que iria acontecer a seguir, só tinhamos que encontrar o local ideal para o fazermos.

Caminhei sempre até estar distanciada o suficiente daquela gente toda, não se via quase nada, não havia luz eléctrica, o que foi uma boa ajuda para a concretização daquela loucura.

Juntos nada dissemos, ouvia-se a música de fundo muito alta, enquanto ele apressado pressiona-me contra uma árvore beijando-me, ao mesmo tempo que com a mão dele me levantava uma perna e a colocava junto á sua cintura pressionando o seu sexo contra o meu...como estava duro.

Não querendo perder tempo, porque a ânsia e o desejo eram mais que muito e também estavamos a arriscar a ser descobertos por alguém, começamos a semi-despirmo-nos. Ele desabotoa-me os botões da blusa que eram de mola e facilitaram a manobra, eu tiro as calças e o que estava por baixo delas, enquanto ele fazia o mesmo, parecia uma luta onde cada um dava tudo por si só, com um único objetivo, livrarmo-nos daquele tesão louco.

Ele pega-me ao colo, encostando-me contra a árvore e penetra-me....foi uma sensação inexplicável, misturada com a escuridão, os holofotes lá ao fundo, a música que se ouvia, a brisa suave que se sentia nas pernas despidas e nos seios semi-descobertos.

Ele investia-me por mim a dentro vezes sem conta, até que os braços começam a ficar trémulos, não estava a ser nada fácil conseguir aguentar aquela posição. Desce-me, vira-me de costas para que eu possa apoiar as mãos no tronco da árvore e continua naquele entrar e sair delicioso, onde começo a gemer e a sentir que vou ter que explodir mexendo cada vez mais o meu corpo contra o dele. E atinjo um orgasmo em pleno ar livre numa noite primaveril, sentindo-me uma loba em pleno cio.

Ele sentiu as contrações do meu orgasmo, querendo de imediato saborear aquela mesma sensação explosiva que lhe corria no sangue e vem-se num gemido abafado.

Recompomo-nos e voltamos aos nossos lugares iniciais, com a desculpa de termos ido dar uma mijinha. Mas no nosso pensamento sabiamos que tinha sido uma rapidinha.

Uma rapidinha deliciosa.

 

Incrível o poder que a nossa mente tem sobre nós.

Desde sempre acreditei que o sonho tem uma via simbólica, que nos quer dizer algo de nós mesmos. Nem sempre é fácil de decifrar o porquê disto ou daquilo que sonhamos. Mas penso que quando sonhamos é uma forma de nos revelarmos, de compensarmos e equilibrarmos a nossa psique, onde realizamos desejos inconscientes.

Do pouco que estudei de psicologia, lembro-me que uma pessoa que tem sonhos eróticos tem uma psique mais viltalizada, mais enérgica, cheia de intensidade e desejo,  e que nem sempre é sinónimo de um desejo de um acto sexual, mas sim que a própria vida é prazerosa do jeito que ela é para connosco.

 

publicado por Palomina às 14:37 link do post
música: I like the way you move - Body Rockers
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
24
25
26
31
subscrever feeds
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

Blogs da concorrência que sigo
Wolf
Posts mais comentados
165 comentários
110 comentários
110 comentários
107 comentários
102 comentários
99 comentários
99 comentários
99 comentários
93 comentários
Nota:
Todas as imagens deste blog são retiradas da internet.
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
https://verdade-rigor-honestidade-diferente.blogsp...
Adoro usar um masturbador enquanto leio os contos ...
Eu levo minha namorada pras casas de swing todo mê...
E já agora, este blog está inativo, caso queiras c...
Olá Popeye!Não sei se sabes mas respondeste em ano...
Desculpa, apenas uma nota. este mail é também o me...
Olá Palomina,Gostava de te agradecer o texto. Agra...
Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...
visitem as minhas sex shopswww.prazer4u.orgwww.pra...
Já lá fui, e vou linkarOnde posso seguir.deixa rec...
blogs SAPO