Amargo e Doce Desejo
"O desejo é uma força poderosa que pode ser usada para fazer as coisas acontecerem!"
30 de Novembro de 2012

Mais uma vez sou confrontada com a seguinte pergunta que já me é habitual ouvir:

"E mulher para isso?"

Confesso que esbocei um sorriso, e só eu sei o porquê.

  

Engraçado quando a desconfiança, talvez porque não nos conheçam bem, dá lugar a algo de concreto e bem visível aos nossos olhos e damos conta que realmente conseguimos surpreender, tendo uma visão de dejá vu.

 

Existem por aí, muitos rostos que à primeira vista parecem de santos, e na volta, quando nos apercebemos esses santos...são puros diabos à solta!!

 

 

publicado por Palomina às 12:52 link do post
29 de Novembro de 2012

 

 
" (...) ficar em casa sem companhia pode ser um bom programa - desde que as pessoas gostem de si mesmas e sejam capazes de suportar os seus próprios pensamentos."
 
Ivan Martins 

 

 

publicado por Palomina às 14:45 link do post
28 de Novembro de 2012

 

"És presença.
E, mesmo quando és ausência, és muito mais do que saudade.
És vontade de ver de novo, de ver mais, de ver mais perto, ver melhor.
E tocar, de modo que, cada toque, eu tenha um pouco mais de ti em mim, para que não haja mais ausência.
Te encontrar virou apenas uma questão de fechar os olhos.
... Tenho confundido ‘eu’ com ‘nós’.
Mas essa confusão só me acontece porque eu tenho certeza de tudo o que eu sinto.
E o que eu sinto é o tal do amor.
Aquele surrado, mal falado, desacreditado e raro amor, que eu achava que não existia mais. Pois existe.
E arrebata, atropela, derruba, o violento surto de felicidade causado pelo simples vislumbre do teu rosto…"
Caio Fernando Abreu
 
publicado por Palomina às 16:35 link do post
27 de Novembro de 2012


 

Digam da vossa justiça, que vos parece, tem ou não bom aspeto??

 

 
publicado por Palomina às 18:28 link do post
27 de Novembro de 2012

 

 

Aguento pois....

 

 

publicado por Palomina às 01:41 link do post
26 de Novembro de 2012

 

"Já reparaste que, de vez em quando, parece que tudo começa a tomar uma nova direcção na tua Vida e tu próprio inicias um ciclo de escolhas diferentes que te levam a algumas mudanças suaves e outras por vezes mesmo radicais na tua existência.
E muitas dessas mudanças passam pelas pessoas que até ali cruzaram o teu caminho.
Dir-se-ia, de repente, que essas mesmas pessoas já não te trazem nada de n...ovo, já não têm nada a ver com este teu novo Eu que começaste a criar.
Tens necessidade de encontrar outras pessoas, que acabam simplesmente por surgir, como que vindas do nada, muito embora tu saibas que chegaram para realizar contigo tudo o que te falta realizar.
É a própria Vida a aliar-se a ti neste processo de mudança.
Tu escolheste e ela apoia-te incondicionalmente.
Nunca te esqueças que aquilo que a Vida mais quer é que vibres com ela na frequência da mudança !
Tudo na Vida é e está em permanente mudança !
E nesta viragem, nos tempos mais difíceis em que te julgas sozinho, lembra-te sempre que são tempos de aprendizagem e aceita tudo.
Deixa partir quem tem de partir e acolhe com o coração todos aqueles que escolheste deixar entrar nesta tua nova Vida.
Aceita com tranquilidade todas estas saídas e entradas porque foste tu que as atraíste. Não queiras alterar nada.
Sorri apenas, porque o hábito de sorrir diante das mudanças só aumenta a tua capacidade de as aceitar !"

 José Micard Teixeira

 



 

publicado por Palomina às 14:45 link do post
22 de Novembro de 2012

publicado por Palomina às 22:18 link do post
22 de Novembro de 2012

O dia fora ousado, cheio de provocações.

Aquela mulher imanava pelos pôros da pele testosterona pura no seu grau mais elevado.

Quem por ventura "sofresse" do mesmo mal que ela, conseguia decifrar isso só pelo olhar, toda ela era tesão....olhos...mãos...boca....!

Chega à noite com a sua líbido exausta de tanto exercício psicológico exigido por ela mesma, queria assimilar cada pedacinho sentido.

Deita-se na sua cama, onde o seu pensamento vagueia entre ela  e a almofada. Adormece e tudo aquilo em que pensava desapareceu, ficando esquecido pelo sono até que uma nova tortura começa........

 

É levada de livre e espontânea vontade para um ginásio que parecia já não estar no ativo. A pessoa que a levara até àquele local era sua conhecida, sentia confiança e deixou-se levar pelo mistério, aquilo fascinava-a, alimentava a sua mente, ela melhor do que ninguém sabia disso.

Nesse espaço que fazia eco de tão grande que era, estava uma cadeira no centro dele.

O homem que a acompanhava pede-lhe delicadamente que ela se sente nela.

Ela senta-se perguntando:

" - Que me vais fazer, que local é este?"

" - Tem calma, não te preocupes, confias em mim?" - perguntava-lhe ele com um olhar misterioso.

" - Sim, penso que posso confiar, posso? - respondia-lhe receosa.

" - Claro que podes, ambos adoramos jogar, mas normalmente és tu que deitas as cartas, gostas de dominar o jogo todo do inicio ao fim. Hoje apeteceu-me trocar-te as voltas, mas mantendo a principal regra do jogo, sabes qual é?" - pergunta-lhe ele.

" - Não!! De que regra falas tu?" -pergunta-lhe ela.

" - Prazer, a regra principal é obter e proporcionar o máximo de prazer possível, embora hoje o jogo irá ser um pouco diferente do qual estamos habituados." - dizia-lhe ele, deixando no ar o mistério triunfar.

 

Ela sentada na cadeira, ele vai ao bolso e retira uma venda preta rendada, tapando-lhe os olhos com ela.

" - Que me vais fazer?" - perguntava-lhe ela muito curiosa.

" - Dar-te prazer, muito prazer, queres?" - perguntava ele.

" - Quero, sabes que sim." - dizia-lhe ela em voz baixa ao mesmo tempo que ouvia um tilintar estranho.

Ele de novo pede-lhe: " - Levanta-te um pouco da cadeira." E muito cuidadosamente ele desaperta-lhe os botões das calças, baixa-as e retira-as, depois despe-lhe a parte superior, deixando-a apenas de cueca e soutien.

" - Agora coloca os braços atrás das costas da cadeira." - ordenava ele, muito seguro daquilo que estava a fazer, enquanto lhe atava as mãos com uma espécie de corda muito suave.

" - Ai, ai...ai...que ideias são essas? Não te estou a reconhecer." - dizia-lhe ela já muito excitada com aquilo tudo.

" - Shiuuu...agora vais ficar caladinha e só não te meto uma mordaça na boca, porque vou precisar dela disponivel, agora afasta as pernas, isso, mais..." - continuava ele todo dominador.

Ela obedeceu, enquanto ele algema as pernas separadamente, cada uma à perna da cadeira.

O pensamento dela estava a trabalhar a mil à hora, aquilo tudo estava a ser muito estranho, mas muito excitante.

 

Depois dela estar "preparada" como ele queria, encosta-se ao corpo dela muito suavemente, levando os seus dedos ao encontro do seu rosto, beija-a num beijo breve e vai de encontro aos seus seios, deslizando uma mão por dentro do soutien, ela não se contém e solta um gemido.

Ele murmura: " - Shiuuuuu, não quero que te manifestes através do som, quero sentir apenas na tua pele aquilo que te estou a tentar provocar.

Os dedos ávidos daquele homem exploram o corpo daquela mulher inofensiva naquela cadeira. Passa-lhe uma mão por cima do seu sexo, mas somente por cima da sua tanga, aperta-o ligeiramente, ela mexe-se como sinal daquilo que ele lhe estava a provocar.

De seguida introduz-lhe um dedo por dentro da sua tanga e comenta:

" - Hummmmmmm, já molhadinha? Ainda agora comecei. Isso quer dizer que esta pequena tortura está a fazer o devido efeito.

Ele continua naquela provocação constante, ora beijando-a, ora sugando os mamilos dela, ora penetrando os seus dedos dentro do sexo húmido dela.

" - Diz-me, estás a gostar?" - perguntava-lhe ele.

" - Sim, mas tira-me a venda, quero ver-te." - pedia-lhe ela em vão.

" - Não, hoje quem manda sou eu, assim ficas com os restantes sentidos mais apurados e o paladar será um deles." - dizia-lhe ele enquanto encosta o seu pénis todo entesado na boca dela ordenando: " - Anda, chupa, é todo teu, e ordeno-te que me satisfaças. Isso, muito bem, linda menina, gostas di chupa-chupa que reservei para ti? Estou a adorar torturar-te..." - continuava ele - chupas muito bem."

Deixa-se ficar na boca dela, movimentando o corpo dele para a frente e para trás, enquanto que com uma mão força a cabeça dela, para que o possa meter todo na sua boca até ao fundo.

Nisto, ele coloca-se de joelhos em frente a ela, também lhe quer dar prazer, a inquietação do corpo dela assim o pedia, coloca-lhe as mãos sobre as coxas, afastando-as mais um pouco e percorre aquela vagina vezes sem conta, explorando e estimulando aquele clítoris até que começa a senti-la a chegar ao limite.

" - Não, tem calma, não quero que te venhas já, vamos travar isso um bocadinho, com uma pequena ajudinha!

Ouve-se o barulho de um isqueiro, depois sente-se o cheiro de vela que arde com um aroma de canela.

E sem lhe dizer nada, faz com que uma gota de cera líquida e quente caia em cima de um dos seios dela.

" - Aiiiiiiiiiiiiiiii........nãooooooooooo, isso não por favor." - suplicava-lhe ela.

Ele parou, indo de imediato ao seu seio que foi atingido pela cera, lambendo-o em movimentos muito prazerosos.

" - Diz-me, agora o toque é mais intenso, não é? consegues sentir isso??" - perguntava-lhe ele.

" - Sim, mas não quero que me faças mais isso, e por favor desprende-me, preciso de ir ao wc." - dizia-lhe ela como querendo fugir àquela sua maior tortura sexual que já tivera até então.

" - Que vais fazer ao wc? - perguntou-lhe ele.

" - Chichi, posso? - continuava ela.

" - Hummmm...não! Vais ter que aguentar, verás que não te arrependerás, com a bexiga cheia , o teu orgasmo será muito mais intenso, queres aguentar?" - perguntava-lhe ele.

" - Ai, as coisas que tu sabes, desconhecia este teu lado." - murmurava-lhe ela ainda vendada.

" - Queres que pare?" - perguntava-lhe ele.

" - Não." - confirmava ela.

 

No fundo ambos sabiam que aquela tortura estava a ser mais excitante do que tudo aquilo que imaginavam poder experimentar.

De novo, ele aproxima-se dela, levando o seu pénis à sua boca, pedindo-lhe de novo que ela o abocanhe como tao bem sabe.

" - Agora vou soltar-te da cadeira, mas vais continuar vendada...anda não tenhas medo, dá-me a mão, eu guio-te." - dizia-lhe ele levando-a até aos espaldares que estavam numa das paredes daquele local, onde a encosta de costas sobre eles e ata-a de novo neles.

Encosta-se a ela, explorando aquele corpo nos locais onde ela sentia mais prazer e quando a sente de novo quase no clímax, encosta-se a ela, pega-lhe no corpo como se fosse coloca-la no colo dele e em pé penetra-a profundamente, fazendo-se ouvir um ai muito alto saindo da sua boca.

" - Anda, agora podes ir até ao fim, explode, para que de seguida possa explodir eu também."

 

Ela vendada, de braços para cima atada aos espaldares, geme e contorce-se sentindo-se emprenssada contra o corpo daquele homem e contra aqueles espaldares de madeira.

" - Ai, ah, ahhhh. ahhhhhhhhhhhh, aahhhhhhhhhhhhhhhhh...vou-mmmmeeeeeeeeee vir.....aiiiii, hummmmmmmmmmmmmmm!!" - gemia ela, atingindo finalmente o seu orgasmo como nunca atingiu na sua vida, tão intenso, tão demorado, que o seu latejar prolongou-se durante muito tempo.

Não sabia se o facto daquele orgasmo se devia à sua bexiga cheia, como ele lhe tinha dito, ou se tudo isso se devia á tortura constante a que foi exposta naquele local.

Agora ouvem-se os gemidos dele, conseguiu explodir dentro dela, fazendo com que o seu sémen escorra pelas pernas dela, devido aquela posição que já lhe estava a provocar alguma dor nas costas devido às investidas fortes que ele fizera contra ela que por sua vez batia contra os espaldares.

 

Ui, ui.....quero fazer chichi, saltando da cama apertadinha quase fazendo nas cuecas, dirigindo-se ainda meio ensonada até à sua casa de banho.

E falando para si própria, pergunta-se:

"Mas que raio foi isto, o que me aconteceu?"

 

    

publicado por Palomina às 00:07 link do post
20 de Novembro de 2012

 

Amigas já há muito tempo. As conversas variavam conforme os dias e o tema sexo, nunca foi posto de lado, tinham um à vontade fenomenal para este tema.

Uma tarada, outra, doida por sexo, ambas gostavam de experimentar tudo que lhe pudessem proporcionar prazer.

Eis que uma delas lhe envia dois filmes muito hots com duas mulheres numa prática muito intíma. De imediato a outra parte do princípio que aquilo seria um convite da parte dela.

Nenhuma recua, ambas avançam neste jogo muito excitante.

Encontram-se como tantas vezes o fazem, mas nesse dia estão decididas a seguir em frente naquela loucura.

Atiçam-se uma à outra, mas só por palavras, visto que estão no local de trabalho de uma delas, até que......

A mulher que foi provocada, despe as calças, de seguida as cuecas, à espera que a outra a explore, a vontade era muita, mas há gente por perto, na divisão ao lado, correm riscos de serem apanhadas em flagrante.

Tiveram que limitar os toques, ficando apenas com uma leve estimulação clitoriana, ora com os dedos, ora com a língua....

E ficam por ali...numa intensa provocação, aguardando anciosas por um momento a sós, onde tudo pode e vai acontecer. 

  

publicado por Palomina às 16:25 link do post
19 de Novembro de 2012

Será que....

publicado por Palomina às 22:38 link do post
19 de Novembro de 2012

publicado por Palomina às 14:07 link do post
17 de Novembro de 2012

publicado por Palomina às 23:48 link do post
17 de Novembro de 2012

O que para uns, fim-de-semana significa não fazer absolutamente nada ou fazer aquilo que mais se gosta, para outros significa...fazer ainda mais do que se fez durante a semana e até fazer tipo de coisas que não se gosta muito.

O lado bom disto é que não será a tempo inteiro!

Ufa....

Apesar de tudo, divirtam-se e sejam felizes.

Bom fim de semana!!

 
publicado por Palomina às 11:46 link do post
16 de Novembro de 2012

publicado por Palomina às 14:28 link do post
15 de Novembro de 2012

...que esta menina é!!

Se fosse contado ninguém acreditaria........por isso fiquemos por aqui.

publicado por Palomina às 23:56 link do post
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
18
21
23
24
25
subscrever feeds
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

Blogs da concorrência que sigo
Wolf
Posts mais comentados
165 comentários
110 comentários
110 comentários
107 comentários
102 comentários
99 comentários
99 comentários
99 comentários
93 comentários
Nota:
Todas as imagens deste blog são retiradas da internet.
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
https://verdade-rigor-honestidade-diferente.blogsp...
Adoro usar um masturbador enquanto leio os contos ...
Eu levo minha namorada pras casas de swing todo mê...
E já agora, este blog está inativo, caso queiras c...
Olá Popeye!Não sei se sabes mas respondeste em ano...
Desculpa, apenas uma nota. este mail é também o me...
Olá Palomina,Gostava de te agradecer o texto. Agra...
Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...
visitem as minhas sex shopswww.prazer4u.orgwww.pra...
Já lá fui, e vou linkarOnde posso seguir.deixa rec...
blogs SAPO