Amargo e Doce Desejo
"O desejo é uma força poderosa que pode ser usada para fazer as coisas acontecerem!"
05 de Setembro de 2012

 

Um dia quando eu tiver uns 70, 80 anos, vou parar no tempo e tirar um dia para reviver tudo aquilo que me fez bem quando eu era mais jovem, aquela juventude dos trintas, quarentas, por aí, talvez aquela que mais me marcou pelo lado positivo (espero), os anos de rebeldia total, em que fiz tudo o que desejei e com quem desejei, em que dei o melhor que tinha de mim.

Nesse dia, vou pegar de novo no meu carro como fizera tantas vezes em tempos atrás e irei de encontro a uma serra, a mesma serra que um dia me viu acompanhada e sorridente, cheia de vida.

Aí, vou respirar aquele ar que quase me sufocou um dia em momentos de prazer e sentirei a brisa no meu rosto enrrugado das felicidades vividas outrora.

Vou querer passar horas nesse local, vou querer tocar de novo aquela terra, aquela rocha, vou querer recordar cada pedaço de tempo que vivi ali com aquela pessoa, que nunca mais consegui esquecer, pessoa essa ausente fisicamente da minha vida, mas que permanece eternamente junto do meu coração com todos aqueles que mais amo e amei, uns ainda presentes, outros a vida os levou.

 

Por momentos irei sorrir ao recordar que fui feliz, mas depois a nostalgia vai-se apoderar de mim e as lágrimas irão correr-me pelo rosto abaixo, talvez por saber que já não posso voltar atrás e fazer tudo de novo, mas a vida é assim mesmo e só temos que nos conformar com isso.

 

Nesse momento vou fechar os olhos e ouvir a natureza e com ela vai-me surgir um novo desejo.

Sim, aos 70 também temos desejos, e o meu será, ver de novo ali, o rosto daquela pessoa que deixou marcas profundas no meu mais íntimo ser. Por incrível que pareça nem uma foto dessa pessoa guardei, talvez por querer evitar qualquer tipo de problema ou desconfiança de terceiros que entretanto poderiam surgir, caso essa foto fosse encontrada, "hoje arrependo-me disso", talvez seja este o meu pensamento nessa hora.

 

Queria poder olhar para trás e vê-lo ali ao pé de mim, ver-lhe o rosto cansado e esgotado que a vida lhe proporcionou com o passar dos anos, embora feliz.

Queria poder agarrar-lhe na mão e sorrir como fizemos no passado, olhar-lhe a barba já branca que o tempo se encarregou de pintar e dizer-lhe baixinho: "nunca me ensinas-te a esquecer-te", e poder ficar ali abraçada sem nada mais pronunciar, escutando apenas a respiração de ambos que já não tem a mesma aceleração que em tempos tivera.

 

publicado por Palomina às 23:12 link do post
05 de Setembro de 2012

publicado por Palomina às 17:41 link do post
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
16
20
21
22
24
29
30
subscrever feeds
arquivos
2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

Blogs da concorrência que sigo
Wolf
Posts mais comentados
165 comentários
110 comentários
110 comentários
107 comentários
102 comentários
99 comentários
99 comentários
99 comentários
93 comentários
Nota:
Todas as imagens deste blog são retiradas da internet.
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
comentários recentes
https://verdade-rigor-honestidade-diferente.blogsp...
Adoro usar um masturbador enquanto leio os contos ...
Eu levo minha namorada pras casas de swing todo mê...
E já agora, este blog está inativo, caso queiras c...
Olá Popeye!Não sei se sabes mas respondeste em ano...
Desculpa, apenas uma nota. este mail é também o me...
Olá Palomina,Gostava de te agradecer o texto. Agra...
Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...
visitem as minhas sex shopswww.prazer4u.orgwww.pra...
Já lá fui, e vou linkarOnde posso seguir.deixa rec...
blogs SAPO